Homepage do Peter Tudo sobre o Peter Café Sport Cafés e Lojas espalhadas por Portugal Observação de Cetáceos Actividades de aventura e lazer Fotografias e Vídeos do Peter Blog do Peter Café Sport
Change to the English Version Mudar para a versão portuguesa Facebook do Peter Café Sport
Intro História Museu Scrimshaw Neptuno Peter Zee Triatlo Bibliografia Condecorações Livros de Honra Blog

Bibliografia

 

Eric Hiscok "Around the World in Wanderes III". 1955

in Wanderes III". 1955

O proprietário do Café Sport e o seu filho perderam o seu tempo para nos dar assistência em diversos assuntos e obter para nós uma dose diária de morangos silvestres.


"Cruising Association"

A "CRUISING ASSOCIATION" de Londres passa a ter um representante no Faial. Acaba de ser convidado para representante no Faial da "Cruising Association", com sede em Londres, o sr. José Azevedo, o internacionalmente conhecido "Peter" do "Café Sport".
Esta associação inglesa conta muitas centenas de membros, alguns dos quais, a bordo dos seus iates de recreio, têm visitado a nossa ilha.

"O Telégrafo",1967


O Telégrafo", 1970

Os barcos são atraídos não só pela beleza da terra como pela fraternidade do Peter, Peter é o nome internacional. O "Café do Peter" conhece-se em França, na América, no Japão.

Dias Junior. "A União", 1971

Francamente, há ali motivos do maior interesse mundial, na medida em que a pr•tica da navegação à vela se divulga de maneira bastante acentuada.
E nos roteiros internacionais o nome do "Café Sport" como elo de ligação a meio do Atlântico. A correspondência dos quatro cantos do mundo vem parar nos Açores ao "Café Sport" e daí uma divulgação constante e eficaz do nome dos Açores. O "Café Sport" é motivo de orgulho e presta serviços valiosos na propaganda do bom nome da Terra e da Gente.
É , sem dúvida, um estabelecimento de utilidade pública. É necessário reconhecê-lo e dar-lhe a dignidade material correspondente.

O Telégrafo", 1971

Em momento aflitivo Sir Francis Chichester e o "Café Sport"

Como então foi noticiado, três dias após a sua partida da Horta, o "Gipsy Moth", apanhando forte temporal, sofreu grossas avarias ficando inundado, o que levou o seu único tripulante a julgar que, tanto para ele, como para o próprio iate, chegara a hora final. Como pormenor sentimental a assinalar esses momentos em que considerava a sua salvação impossível, Sir Francis Chichester escreve que o seu pensamento se dirigiu para sua esposa Sheila, filho Giles e ainda para velhos amigos entre os quais "um homem chamado Peter, proprietário dum pequeno café na Horta".

Correio dos Açores", 1971

Jaime Saint-Maurice, que é jornalista autêntico, talvez tenha estado em Castelo Branco para a inauguração do aeroporto, mas certo, certo, esteve foi na Horta a mexer e remexer naqueles casos que têm uma face trivial e um verso insólito. Daí a sua "Casa do mundo", que é, nem mais nem menos, do que o "Café Sport" da Horta, aquele cafézinho típico da beira do cais de Santa Cruz, onde caem todos os iatistas que cruzam o Atântico Norte levados pelo fetiche de um nome - "Peter". "Peter" é um "Santo e senha" para o iatistas de todo o mundo que metem a proa ao porto da Horta e o seu "Café Sport" é uma tentação para quantos jornalistas lá chegam. E Saint-Maurice não escapar à regra e apesar de toda a gente andar de cabeça perdida com o aeroporto, ele, jornalista, foi ao "Sport" para o inevitável bate-papo com Henrique Azevedo e com o Peter.

Um iate, um cais e um copo de "gin"

Tomar um "gin" no Peter's faz parte da arte de bolinar.

"Diário de Notícias", 1978

Correio da Manhã", 1979

Se passar na Horta não esqueça O Peter...

Turisticamente falando o Café do Peter, na Horta (Açores), È o mais importante local de concentração de turistas; o seu "gin-tónico" é conhecido em todo o mundo; a sua simpatia é universal; as paredes do seu café são testemunho de tudo isso; os seus álbuns são as provas reais de que, desde embaixadores a adidos navais, passando por algumas princesas, a sua fama é não só universal, como real... E porquê? Porquê um pequeno café, na rua em frente ao mar que banha por todos os lados (menos por um) a Horta, é tão conhecido em todo o mundo? Porque não há barco de guerra, iate turístico, chalupa de amador, barco de competição, cujos tripulantes não venham ao Peter beber o seu "gin", a sua garrafa de vinho da região, comer os seus extraordinários acepipes.

Carlos Lage

"Correio dos Açores", 1981

"Tive uma recepção maravilhosa na Horta"
"Desembarquei em 33 portos diferentes. Foi lindo; foi uma experiência única, que me permitiu conhecer outras pessoas, assim como lugares diferentes... Não encontrei em lugar algum, nem mesmo na África do Sul, um Café como "Sport Peter".

"Correio da Manhã", 1982

De casa de câmbios a posta-restante, de clube de iatistas a agÍncia de informações, de delegação meteorológica a casa de misericórdia, de atracção turística a sala de visitas internacional, "Peter" não é um simples café, mas uma instituição de renome mundial.

Um gin no "Peter"

Na Horta, ir ao Peter's é como ir à fonte. Junto do porto, o pequeno bar decorado com as bandeiras dos iates é daqueles pormenores que caracterizam um local, que permitem distingui-lo.
"Expresso", 1983

José Daniel Macide

"O Telégrafo", 1984

Café-Sport È nome próprio, "Peter" é nome de guerra. Henrique Ávila Azevedo. Barista de ao-pé-do-cais. Há muitos anos preparou-me, à sucapa, o primeiro gin-tónico que emborquei aqui na Horta. Já o conheci com aspecto estreito, cabelo todo alvo e um sorriso disfarçado. Há coisas e caras que não se esquecem nunca mais. Haja o que houver nesta voz cantante de faialense, haja o que houver na fragância deste "copo" que deixo escorrer lentamente, o "Peter-Café Sport" será sempre a rota do convívio e da fraternidade.

Melhores bares do mundo

O Peter é realmente uma pessoa simpática... mesmo que você não beba.
"Newsweek", 1986

Patrick Reyena

Associeted Press, 1986

Paris tem o Harry's Bar, Singapura tem Raffles e Nova York tem McSorley's Saloon, Faial no meio do Atlântico tem o Peter's Bar, onde os navegadores solitários se encontram.

João Carlos Fraga. Atlantis,1988

Os cais estavam quase desertos e os últimos estrangeiros do cabo, já de malas feitas, tomavam um copo de despedida num pequeno bar do porto.Era um cafÈ acolhedor, pintado de azul e com meia dizia de mesas. Tinha sido fundado com o despertar eufórico dos anos vinte e chamava-se "Café Sport" Um dia, de porto a Horta passou a marina. O pequeno Café Sport cresceu e transformou-se num dos bares mais famosos do planeta.

Air Açores nº 3, 1989

Coadjuvado pelo filho, José Azevedo, que lhe transmitiu todo o entusiasmo e carinho, que são o apanágio da juventude, o museu já existe. … mais um contributo dado aos Açores e a Portugal por esta família. Com efeito, já o bisavô de "Peter", Ernesto Azevedo, participou na Exposição Industrial de Lisboa, em 1888, apresentando produtos de artesanato açoreano (rendas, vimes, etc.) que vendia na sua loja "Bazar of Fayal - Manufacture's & Produts,". E ganhou uma medalha de ouro. Foi há um século.

Melhores bares do mundo.

Peter's Sports Bar, Horta, Fayal, The Azores

"A localização no meio da Atlântico suficientemente longínqua" - Bosson von Willebrand, Helsinki, Finland
"Newsweek", 1989

"A Capital", 1989

Entrada triunfal no Peter Café

No Peter a entrada de Soares provocou "ahs" de espanto e um burburinho desusado, já que estava cheio de clientes, a maioria estrangeiros, e que não esconderam a sua admiração quando souberam que era o Presidente da República Portuguesa, em carne e osso, que ali estava à sua frente. Após uma visita ao museu da casa, conhecido em todo o mundo pelas dezenas e dezenas de peças de dente de baleia, hábilmente trabalhadas com desenhos minuciosos de todos os tipos, Mário Soares assinou o livro de honra e não deixou de provar o Gin do Peter, igualmente famoso.

Revista Petrogal, 1990

Ruben Rodrigues

Hoje, esta cosmopolita cidade é autêntica babel de mastros, velas e falares, acolhedora "mansão" de cavaleiros-andantes dos oceanos que encontram no PETER e seu Café Sport o local de refúgio e convívio, receptor de mensagens, conversor de moeda, informador meteorológico e sobretudo, o AMIGO.

"Público Magazine", 1990

Hoje, apesar de perdida na imensidão do mar, é cosmopolita como poucas. Muita da fama de que goza deve-se a uma "instituição" local, reconhecida em todo o mundo mas soberana e injustamente ignorada pelos portugueses do Continente: o Café Sport.

Azul profundo

...Café Sport, símbolo do andar dos homens livres por um mundo formoso e sem fronteiras de raças, nem de costumes...

Jacinto - Nema Viladomier, 1990

Maria José Nogueira Pinto. "Público", 1993

Já noite fechada, dou um salto ao Peter, e enquanto os meus companheiros procedem uma criteriosa compra de "T-shirts", eu embasbaco-me positivamente com o cen•rio que me rodeia.
O Café Sport Peter é uma das coisas mais lindas que me foi dada a conhecer. Ou seja, È como nos romances, como nos filmes, como nos sonhos. Pelo menos para quem, como eu, é atlântica de alma e coração e tem dos portos, dos barcos e das viagens uma ideia irremediavelmente romântica. À minha volta, os personagens não desiludem. Vêm das sete partidas e formam um conjunto inesperado, cosmopolita e universal porque o Peter denomina-se com orgulho "o lugar de refúgio e auxílio dos iatistas que cruzam o Atlântico". De surpresa em surpresa subo ao andar de cima para ver o Scrimshaw, museu onde aprecio dezenas de dentes de baleia que os marinheiros poliram, gravaram e pintaram "durante as longas viagens e esperas" com "as ilhas, as gentes e a saudade..." E também a fotografia de Neptuno, que visitou aquele mar na grande tempestade de 1986.

Escala no Paraíso

Quando se vem da Bermuda depois de Nova Iorque e dos portos limítrofes e que, vinte dias mais tarde, se desembarca na Horta, arquipélago dos Açores, não se deu apenas um salto no espaço, mas também no tempo.

Depois da vida agitada, insípida e ávida dos homens robot, desembarca-se no meio de um povo calmo e hospitaleiro.

Marcel Bardiaux. "Aos 4 ventos da Aventura 2"

"A Odisseia de um jeep através do Atlântico"

O Henrique Azevedo, subtil, honesto e generoso para com uma falta alheia é um dos homens mais notáveis que conheci.
O Henrique compra, vende ou troca quase tudo e é uma espÈcie de excêntrico São Cristóvão para os marinheiros estangeiros.

Ben Carlin

 

"Entrada triunfal no Peter Café
No Peter a entrada de Soares provocou "ahs" de espanto e um burburinho desusado, já que estava cheio de clientes, a maioria estrangeiros, e que não esconderam a sua admiração quando souberam que era o Presidente da República Portuguesa, em carne e osso, que ali estava à sua frente. Após uma visita ao museu da casa, conhecido em todo o mundo pelas dezenas e dezenas de peças de dente de baleia, hábilmente trabalhadas com desenhos minuciosos de todos os tipos, Mário Soares assinou o livro de honra e não deixou de provar o Gin do Peter, igualmente famoso."

A Capital
1989

Home Peter Café Sport Spots Whale Watching Actividades Horta Açores Media Blog

Meteorologia Porto da Horta Amigos Viajantes Contactos Mapa do Site

 

Peter Café Sport Partilhar
Receba as novidades do Mundo Peters - Adicione o seu e-mail ao nosso newsgroup!
Peters RSS
® Peter Café Sport
2017 © Direitos Reservados
  Azores Tourism